Quero ser cliente

01 de dezembro - Dia Mundial da Luta Contra a AIDS

Publicado em 02/12/2016
Imagem do Artigo 01 de dezembro - Dia Mundial da Luta Contra a AIDS

O que é HIV?
HIV é a sigla para vírus da imunodeficiência humana. É o vírus que pode levar à síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS). Ao contrário de outros vírus, o corpo humano não consegue se livrar do HIV. Isso significa que uma vez que você contrai o HIV, você viverá com o vírus para sempre.

Quais são os estágios do HIV?
O HIV possui uma progressão bem documentada. Se não tratado, o HIV é quase universalmente fatal porque ele eventualmente destrói o sistema imunológico – resultando na síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS). O tratamento para o HIV ajuda em todos os estágios da doença, e pode desacelerar ou prevenir a progressão de um estágio para o outro.

Sintomas e fases

Infecção aguda
Na primeira fase, chamada de infecção aguda, que ocorre a incubação do HIV - tempo da exposição ao vírus até o surgimento dos primeiros sinais da doença. Esse período varia de 3 a 6 semanas. E o organismo leva de 30 a 60 dias após a infecção para produzir anticorpos anti-HIV. Os primeiros sintomas são muito parecidos com os de uma gripe, como febre e mal-estar. Por isso, a maioria dos casos passa despercebido.

Fase Assintomática
É marcada pela forte interação entre as células de defesa e as constantes e rápidas mutações do vírus. O HIV ainda está ativo, mas reproduz em níveis muito baixos. Esse período, pode durar muitos anos.  Entre o meio e o fim desse período, sua carga viral começa a crescer e a contagem de células CD4 começa a diminuir. Enquanto isso acontece, você pode começar a aparentar sintomas do HIV, uma vez que seu sistema imunológico se torna fraco demais para te proteger.  Os mais comuns são: febre, diarreia, suores noturnos e emagrecimento.

AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida)
Com o frequente ataque, as células de defesa começam a funcionar com menos eficiência até serem destruídas. O organismo fica cada vez mais fraco e vulnerável a infecções comuns. Esta é a fase quando o sistema imunológico está seriamente danificado e você se torna vulnerável a infecções e cânceres relacionados a infecções, as chamadas doenças oportunistas. Quando o número das células CD4 cai abaixo de 200 células por milímetro cúbico de sangue (200 células/mm3), é considerado que você progrediu do HIV para a AIDS. (A contagem normal de CD4 fica entre 500 e 1.600 células/mm3).
Você também pode ser diagnosticado com AIDS se você desenvolver uma ou mais das doenças oportunistas, independentemente de sua contagem de CD4.

Fique sabendo!
Por que fazer o teste de HIV

•    Saber do contágio pelo HIV precocemente aumenta a expectativa de vida do soropositivo. Quem busca tratamento especializado no tempo certo e segue as recomendações do médico ganha em qualidade de vida.
•    Além disso, as mães soropositivas têm 99% de chance de terem filhos sem o HIV se seguirem o tratamento recomendado durante o pré-natal, parto e pós-parto.
•    O diagnóstico da infecção pelo HIV é feito a partir da coleta de sangue. No Brasil, temos os exames laboratoriais e os testes rápidos, que detectam os anticorpos contra o HIV em até 30 minutos, colhendo uma gota de sangue da ponta do dedo. Esses testes são realizados gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS), nas unidades da rede pública e nos Centros de Testagem e Aconselhamento - CTA). Os exames podem ser feitos inclusive de forma anônima. Nesses centros, além da coleta e da execução dos testes, há um processo de aconselhamento, antes e depois do teste, para facilitar a correta interpretação do resultado pelo paciente.
•    A infecção pelo HIV pode ser detectada com, pelo menos, 30 dias a contar da situação de risco. Isso porque o exame (o laboratorial ou o teste rápido) busca por anticorpos contra o HIV no sangue. Esse período é chamado de janela imunológica.


Fonte: http://www.aids.gov.br/aids

Dicas e Novidades

Curta a Medic Saúde e Seguros


Operadoras e Seguradoras