Quero ser cliente

Saúde Bucal

Publicado em 24/07/2013
Imagem do Artigo Saúde Bucal

Higiene Bucal

Falta de higiene, gengivites, feridas e boca seca produzem mau hálito, sensação de mau gosto na boca e perda de apetite, podendo prejudicar o estado nutricional ou indicar a existência de doenças.

Restos de alimentos que permanecem na boca após as refeições fermentam, favorecendo a instalação de micróbios que rapidamente se multiplicam e formam placas bacterianas.

Se essas placas não forem logo removidas, os ácidos por ela irão dar origem a caries que destroem os dentes. Depois de algum tempo as placas situadas nas raízes dentárias se calcificam, formando o tártaro. Tártaro e placas localizadas na gengiva provocam inflamações. Em pouco tempo começam a acontecer sangramentos, novas infecções, formação de pus e retração da gengiva.


Use corretamente o fio dental

O uso do fio dental permite limpar eficazmente as superfícies interdentais onde a escova não alcança.

O fio dental deve ser usado diariamente


Escovação

Higiene Bucal - Escovação

Coloque a borda lateral das cerdas da escova no sulco gengival formando um ângulo de 45º com os dentes.

Higiene Bucal - Escovação

Movimente a escova como se estivesse varrendo o dente, jogando a sujeira para fora. Repita o movimento pelo menos três vezes em cada região.

Higiene Bucal - Escovação

Posicione as cerdas laterais da escova no sulco gengival a 45º (sem pressão) e massageie as gengivas com movimentos de vai e vem.

Higiene Bucal - Escovação

Repetir os movimentos dos passos anteriores na parte interna do dente. Manter uma boa qualidade na escovação previne doenças e extrações desnecessárias.


Fluor

O flúor é um ingrediente que protege os dentes de cáries, tornando as superfícies dos dentes mais resistentes.

Permite a remineralização das lesões iniciadas da cárie.

Lembre-se de usar sempre um creme dental com flúor.


Alimentação

Mantenha uma alimentação saudável e equilibrada.

Evite a ingestão de alimentos açucarados, especialmente nos intervalos entre refeições.


Visite seu dentista

É parte integrante da sua saúde bucal o controle por parte do seu dentista da sua condição odontológica. Dessa maneira com visitas regulares é possível tanto prevenir problemas como diagnosticar aqueles que se encontram nos seus estados iniciais e solucioná-los com tratamentos mais simples.

Mesmo que você não apresente qualquer queixa ou dor, isso não significa necessariamente a ausência de qualquer problema odontológico. Um exemplo disso é a doença periodontal que, em seus estágios iniciais, não apresenta sintomatologia perceptível pelo paciente, sendo no entanto necessária a intervenção do seu dentista para evitar um maior comprometimento dessa patologia como por exemplo a perda de elementos dentários.

Como regra geral, é recomendado visitas regulares ao seu dentista com uma frequência semestral, ou no máximo anual.

Dicas e Novidades

Curta a Medic Saúde e Seguros


Operadoras e Seguradoras